#Ja parou pra pensar?

Tem poder quem age

20 de dezembro de 2017

Já parou pra pensar como é comum nas entrevistas de emprego as pessoas responderem ser o “perfeccionismo” um dos seus defeitos? Mas afinal, este é mesmo um defeito ou seria uma qualidade disfarçada de imperfeição?

Sem dúvida buscar sempre a melhor performance é o que todos almejam, mas muitas vezes este desejo pelo perfeito por se tornar o maior vilão para a realização dos seus objetivos. 

Defensor desta teoria, Paulo Vieira – autor do Best-Seller “O poder da Ação” – acredita que “tem poder quem age”, ou seja, muitas vezes ficar engessado em um planejamento ou na perfeição das suas etapas pode ser um grande atraso, fazendo com que o resultado final não seja alcançado. Não à toa existe a frase “Feito é melhor do que perfeito”. Além disso, o perfeccionismo é muitas vezes uma grande desculpa para a procrastinação. É a saída que muitos usam para não cumprir determinada tarefa, camuflando sua falta de ação.

Por muitos anos busquei a perfeição em diversas tarefas. Como consequência, além da frustação, tive muitas delas não realizadas. Como aprendizado, comecei a entender os meus limites e os limites dos outros, aceitando que determinadas exigências estão na nossa cabeça, e não das dos outros.

Guto Köech
Empresário
Jornalista por formação, com especialização em Marketing e Administração, Guto é empresário e Sócio-Fundador da Guto Köech. A grife nasceu em Curitiba, com forte atuação nas redes sociais e crescente destaque nacional e internacional. Devido à influencia nas redes, ao destaque da sua empresa nos maiores veículos de comunicação do país e às celebridades que passaram a usar seus "amuletos", Augusto foi o vencedor da edição 2016 do "Prêmio Jovem Brasileiro" na categoria empreendedorismo em moda. Além disso, Guto é também palestrante, professor do Centro Europeu ("Empreendedorismo e Inovação") e consultor da GK IDEIAS, especializada em branding, marketing e redes sociais.